Buscar
  • mukaigisele

Saúde Mental

Atualizado: Mai 16

Crise de Ansiedade, Depressão, Síndrome de Burnout e outras enfermidades aumentam com a Pandemia.





A vida começa quando respiramos pela primeira vez, e termina junto com ela. Nos Upanishad, as antigas escrituras indianas, dizia-se que o prana, a energia essencial do universo, era assimilada pelos corpos de todas as coisas vivas através da respiração. Respirar nos conecta ao universo ao nosso redor, e nos torna plenos.


Hoje, essas filosofias são mais do que simplesmente filosofias. A crise do coronavírus (COVID-19) nos forçou a entrar em uma bolha, onde estamos constantemente preocupados com alguma coisa, seja relacionado à doença, às finanças, etc. Com isso, não é apenas nosso corpo que é afetado pelo isolamento, pelo contrário: O que é mais afetado é nosso coração e nossa mente.


Já existe um grande número de estudos relatos apontado um enorme crescimento em casos de depressão e ansiedade durante a crise. Por isso, é muito importante cuidar da mente tanto quanto do corpo enquanto esse período durar.


Mas afinal, o que a respiração e a crise têm a ver com o Pilates?


Tudo. É claro que o Pilates, por ser uma atividade física, irá reforçar a musculatura, o equilíbrio, a flexibilidade, a postura, e uma série de outros benefícios físicos. Mas o fundador do método, Joseph Pilates, sempre reforçou a importância e destacou os benefícios psíquicos e emocionais dessa prática. É importante lembrar que Joseph Pilates educou as pessoas em seu método também durante a Primeira Guerra, ou seja, ele pôde ver de perto os resultados psicológicos do Pilates em uma situação de grande tensão. E esses benefícios começam através da respiração.


A respiração é um dos 8 Princípios do Pilates, é um elemento essencial em todas as aulas. Todos os exercícios de Pilates envolvem um determinado padrão de respiração que aumentam a efetividade desse exercício. Ao suprir nossos músculos e estruturas com oxigênio, a respiração promove um processo de limpeza automática do corpo, eliminando resíduos e fornecendo nutrientes.


Por isso, quando nos concentramos na nossa respiração, criamos um foco em algo que é essencial, vital e inevitável. Quando aprendemos a condicionar esse processo, o foco desenvolvido nos ajuda a bloquear as projeções de passado e futuro, que nos conectam a coisas que já passaram e com as quais não precisamos mais lidar, e com as coisas que ainda não aconteceram, e que nos provocam angústia. Ou seja, formas de pensamento comum durante uma crise.


Ao trabalhar nossa respiração, o Pilates nos reconecta com nosso interior e com nossos corpos, nos ajudando a nos focar no presente. Isso reduz e combate todo esse estresse, não apenas de uma forma filosófica, mas prática. Como outras formas de exercício, o Pilates também libera endorfinas e serotonina que fazem com que nos sintamos bem. No entanto, através do foco trazido pela respiração, conseguimos perceber e sentir esse processo em nós com mais clareza, aumentando ainda mais nosso estado de relaxamento e bem-estar.

Podemos dizer que a saúde mental contempla, entre tantos fatores, a nossa capacidade de sensação de bem estar e harmonia, a nossa habilidade em manejar de forma positiva as adversidades e conflitos, o reconhecimento e respeito dos nossos limites e deficiências, nossa satisfação em viver, compartilhar e se relacionar com os outros algo muito maior ao início dos transtornos mentais.


Reaprenda a respirar. A solução para lidar com o estresse, a depressão e ansiedade durante a crise reside em nós – desde o início. Quer saber mais sobre como o Pilates utiliza a respiração para o benefício físico e psicológico.? Entre em contato com a gente e saiba mais sobre como preservar a saúde mental utilizando esse método!

Inspire, expire e não pire!!!!


#respiração #meditação #mindfulness #wellness #qualidadedevida #pilates #saúdemental #stress #ansiedade


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo