Buscar
  • Raphael

Pilates x Covid

Atualizado: Mai 16

Como o Pilates pode auxiliar na prevenção e tratamento do Covid-19





Talvez você não saiba, mas o fundador do nosso método, Joseph Pilates, foi uma criança com uma saúde muito problemática. Sofrendo de asma, raquitismo e febre reumática, dedicar-se à construção de um corpo mais forte, para ele, não era uma questão de estética, mas de sobrevivência.

A história, como bem conhecemos, nos mostra que no fim tudo deu certo. Mas o que é importante hoje é entendermos que a vida e o trabalho de Joseph Pilates servem como inspiração para todos nós. Inclusive durante a atual pandemia do coronavírus.

Talvez você não saiba, mas Joseph Pilates também enfrentou uma pandemia – de muitas formas, muito pior do que a nossa atual: a Gripe Espanhola de 1918. E pior, ele também a enfrentou durante um isolamento forçado.

Uma breve aulinha de história: Joseph Pilates é alemão de origem. Quando os países envolvidos na Primeira Guerra Mundial (1914-1918) começaram o conflito, Joseph vivia na Inglaterra, que então se tornou inimiga da Alemanha. Dessa forma, os ingleses – em uma prática de guerra bastante comum – isolaram todos os imigrantes de nações inimigas em seu território em uma espécie de “campos de concentração”, que funcionavam como prisões.

O que para muitos trouxe bastante tristeza, para a mente disciplinada de Pilates se tornou uma oportunidade. Ele aproveitou o isolamento e passou a se dedicar integralmente ao desenvolvimento do seu método, educando as pessoas que ali estavam com ele para melhorar sua saúde. Ele chegou inclusive a desmontar objetos como camas para usar suas molas em versões rudimentares de seus aparelhos, que depois se tornariam famosos.

Dessa forma, mesmo durante esse isolamento forçado, com recursos limitados, o método de Pilates conseguiu fazer com que as pessoas permanecessem fisicamente saudáveis e mentalmente estáveis. Mas o verdadeiro teste ainda estaria por vir. Ao desembarcar na Europa, as tropas americanas trouxeram com elas uma versão muito mais forte do vírus Influenza – a famosa gripe – que se espalhou rapidamente.

Com o estrago realizado pela guerra, com muitas pessoas subnutridas e vivendo em condições sanitárias precárias, a doença teve níveis altíssimos de contágios e mortes, tornando-se, de longe, a pior epidemia da Europa e do mundo desde a Peste Negra.

Mas afinal, o que isso tem a ver com Joseph Pilates?

Tudo. Pois a doença, quando chegou na Inglaterra, também ameaçava os prisioneiros como Pilates, que sequer podiam sair dali, dada sua condição. Foi então que os benefícios do método Pilates foram postos à prova. O resultado? Nenhum único paciente sob os cuidados de Joseph Pilates perdeu a vida.

Com isso, aprendemos que o método não é útil apenas para o cotidiano. Neste momento em que estamos vivendo a pandemia do corona, é importante resgatar essa memória, e entender que a prática do Pilates pode ser uma ferramenta decisiva para passar por esse momento com muito mais tranquilidade e segurança.

Claro, não estamos dizendo que o Pilates seja capaz de imunizar ou curar a doença. Mas é uma lógica simples: Mesmo que ataquem uma parte específica, doenças afetam nosso corpo como um todo. Portanto, um corpo mais resistente tem mais chances de resistir aos efeitos de uma doença. E, já que o princípio da Contrologia utilizado pelo Pilates, treina o corpo como um todo, ele também pode ser útil contra o coronavírus, conforme demonstra a experiência de Joseph contra a gripe espanhola.

Quer saber como o Pilates pode te ajudar durante a pandemia? Entre em contato conosco!


#StudioGiseleMukai #GiseleMukai #Estudiodepilates #Pilates #Auladepilates #Pilateslovers #PilatesBrasil #PilatesSP #corona #covid #coronavirus #fiqueemcasa #virus #quarentena #staysafe #love #isolamento #distanciamentosocial #viruscorona #pandemia #coronavir #epidemia #saude #prevencaocorona #vidasaudavel

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo